Casa de Histórias Paula Rego (destaque)

Dimensões Literária | Científica | Artística

 


 - Eu, leitor, tomo a palavra

As sessões de leitura nas instituições parcerias, com base no contrato de leitura realizado na disciplina de Português, foram realizadas, mediante um cronograma mensal, no Centro Social São José e no Instituto Português de Oncologia de Coimbra.

  

- Às três pancadas

Das célebres pancadas de Molière partimos para a abordagem do texto dramático do currículo do 11º ano levar-nos-á da leitura à experimentação do texto: “Frei Luís de Sousa”, de Almeida Garrett e “Felizmente há Luar”, de Luís Sttau Monteiro [textos de teatro I e II]

Numa visão mais livre e menos clássica, fizemos “às três pancadas” a representação de uma peça breve. O envolvimento dos alunos e dos públicos destinatários do nosso projeto nas sessões reservadas a este género literário foi uma aposta ganha.

Visita de estudo ao TAGV

 

Os alunos voluntários que participaram nas sessões de leitura realizaram uma visita de estudo às instalações do TAGV.

 

- Rotas queirosianas

Aproveitando o conteúdo programático do 11º ano, textos narrativos e descritivos – “Os Maias – episódios da vida romântica”, partimos no encalço de Eça de Queirós, para levar a cabo um roteiro queirosiano. Os jovens deram o corpo e a voz a personagens escolhidas por eles, visando ilustrar pormenores da obra que estudaram [caracterização de personagens, modelos sociais e educativos, vertentes dominantes] e traçando novos retratos de um país. Pressupomos que, genericamente, a narrativa já seja conhecida pelos públicos que visitamos.

Visita de estudo - Parque dos Poetas e Casa das Histórias Paula Rego – Oeiras

A experiência de cruzar a arte com as histórias permitirá aos jovens uma fruição singular que só a casa das Histórias permite. Esta atividade foi realizada na turma 11º PMDM, em articulação com os professores das disciplinas de artes.

 

- Nós, os poetas da cidade

Com Cesário Verde chegamos à poesia. Os versos do lirismo despertaram o levantar da cidade e, com base nela, construímos textos adaptados à realidade que nos cerca. Versos à nossa cidade, mais ou menos elogiosos, consoante o estilo e o tempero do poeta.

  

- Palvras, Ciência e Pensamento - a Navalha de Ockham.

As atividades a desenvolvidas ao longo do ano letivo no Museu da Ciência da Universidade de Coimbra terão como base não só os textos literários e/ou a narrativa de ficção, mas também outros textos que permitam a reflexão em torno de temas relacionados com a Ciência. Os temas científicos, em diferentes áreas, serão debatidos a partir de leituras.

Interessa, nestas sessões pontuais com os alunos voluntários, refletir sobre várias dimensões do conhecimento científico e retirar dele algumas conclusões e explicações básicas. Partiremos do princípio de Guilherme de Ockham "Se em tudo o mais forem idênticas as várias explicações de um fenómeno, a mais simples é a melhor".

 

- Workshops formativos

Neste ano letivo, o Projeto prosseguiu com os workshops de formação artística, dirigidos pela atriz e professora de expressão dramática Adriana Campos, contratada especificamente para o desenvolvimento desta atividade. Trata-se de um diálogo entre a Arte Dramática e a Escola. Juntas procuram formar os alunos como indivíduos, para que, quando estes transpõem os portões para o exterior, tomem o seu lugar ativo na Comunidade.

Todos os meses, os alunos foram desafiados, a pretexto da leitura e da escrita, a experimentar a sua voz, o seu corpo, a sua relação com o espaço e com os outros e consequentemente, com o mundo que os rodeia: ouvimos textos, lemos excertos de obras como se tivéssemos sido nós a criá-las, escrevemos os nossos próprios poemas. Falamos de nós, através de palavras.

A atividade “Dar Poesia a Coimbra” foi trabalhada neste contexto pedagógico, desta vez dirigido à comunidade.

 

 

 

Visitas: 309

rbe     logo pnl  jovem novologo    logo leiturasqueunem xxs  logobroterologo-ME

Copyright(c)2015 À Sombra das Palavras | by Nídia Mesquita